top of page

Pássaro Livre

Era uma vez um pássaro livre. Ele flutuava no céu, pegando mosquitos para o almoço; ele nadava na chuva de verão e era como muitos outros pássaros.

Porém ele tinha um hábito: toda vez que acontecia algum evento em sua vida, bom ou ruim, o pássaro pegava uma pedra do chão. Todos os dias ele separava suas pedras, ria lembrando dos eventos alegres e chorava lembrando dos tristes.

O pássaro sempre levava as pedras consigo, quer estivesse voando no céu ou andando na terra; ele nunca se esqueceu deles. Os anos passaram. A ave livre recolheu muitas pedras, mas ainda assim continuou separando-as, lembrando-se do passado. Estava ficando cada vez mais difícil voar, e um dia o pássaro não mais conseguiu fazê-lo.

O pássaro, que era livre há algum tempo, não podia andar na terra; ele era incapaz de fazer um movimento por conta própria. Ele não conseguia mais pegar mosquitos; só a chuva lhe dava a umidade necessária. Mas a ave suportou bravamente todas as dificuldades, guardando suas preciosas memórias. Depois de algum tempo, o pássaro morreu de fome e sede. Apenas um punhado lamentável de pedras inúteis permaneceu.


Autor desconhecido.



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page