Perguntas Frequentes

O que é Constelação Familiar?


Constelação Sistêmica ou Familiar é um caminho terapêutico, prático e filosófico aplicado à vida, descoberto e desenvolvido pelo pedagogo, psicoterapeuta, ex-padre e filósofo alemão Bert Hellinger, cuja abordagem envolve a fenomenologia.

Hellinger desenvolveu a Constelação Familiar (Familienstellen) a partir de observações empíricas, baseadas em várias formas de psicoterapia familiar, em padrões de comportamento que se repetem em grupos de famílias ao longo de gerações. Por meio das vivências grupais, ele descobriu a existência da consciência, uma memória que atua nas famílias e visa à perpetuação do grupo. Essa memória é “regida” por três leis que atuam nos sistemas familiares, também chamadas de Ordens de Amor.

Através da experiência das Constelações Familiares, é possível trazer à tona a dinâmica oculta da família, identificando, assim, as leis que foram transgredidas. O trabalho possibilita ao participante trazer à consciência uma “nova visão” da questão e um novo caminho para a resolução do aprisionamento e do sofrimento. Este trabalho não está vinculado a nenhuma religião, embora seja baseado na espiritualidade e na energia.




Qual o objetivo da Constelação Familiar?


Durante a Constelação Familiar, quando as pessoas, em um grupo de workshop, representam os familiares ou pessoas vinculadas ao cliente (ou a uma empresa ou a qualquer outro sistema) seguem os movimentos espontâneos, os reais enredamentos vêm à tona e o cliente recebe uma nova imagem da questão. Assim, ele verá o próximo passo que deverá dar para ajudá-lo a curar padrões repetitivos de doenças, promover soluções de conflitos, encontro de paz, prosperidade e harmonia nos relacionamentos.




Como é feita a Constelação Familiar?


Em um atendimento feito com quem constela e com um grupo de pessoas, a sessão contará com esse grupo para representar os elementos da família, podendo elas serem conhecidas do próprio cliente ou não.

O cliente vai vivenciar uma "reprodução" de seu sistema familiar, onde pessoas representarão os familiares de quem constela. Na sequência, a terapeuta e o cliente visualizarão as questões de um ponto de vista mais amplo, refinando o processo até enxergarem um problema de identificação, como: algo mal resolvido na família, alguma hierarquia fora do lugar (como uma filha fazendo o papel de mãe, por exemplo), etc.

O papel da Constelação Familiar é, nesse meio, buscar o equilíbrio nas relações de trocas, respeitando os papéis e hieraquia de cada um no seu grupo, incluindo todos, sem julgamentos.




Como faço para participar de uma sessão?


Basta se cadastrar pelo link: Home É só escolher a data e a cidade mais conveniente, e o tipo de inscrição: antecipada, com desconto; ou valor normal. Para quem nao tem condições financeiras para pagar o valor integral neste momento, uma doação adequada à sua condição financeira será bemvinda. A Constelação Familiar é feita presencialmente e em grupo. Basta ir sem julgamentos, sem intenções, estando livre para ver algo muito novo.




O que acontece depois de uma Constelação Familiar?


Depois de uma sessão, e até mesmo durante, o cliente pode se sentir muito cansado, pois estaremos trabalhando em níveis de consciência muito diferentes do nível em que vivemos no dia-a-dia.

Durante a Constelação Familiar, estamos em um alcance de memórias e de consciências muito profundas, que são parte de uma memória secular, da qual temos a oportunidade de acessar essas informações/imagens, por meio das sensações no nosso corpo e dos representantes. Portanto, o corpo fica exaurido, cansado. Depois de uma sessão, pode até ser possível ter dor de cabeça, gripe, insônia, cansaço, mas passa. Normalmente, há sensação de alívio e leveza, apesar da exaustão.

A vida segue normalmente, sem a preocupação de consertar algo. Surge a imagem de algo novo durante a Constelação, que vai atuar por um tempo, e, num momento da vida, essa nova imagem, que antes não se conhecia e não se tinha consciência, exigirá que o cliente dê um próximo passo e aja por si próprio.




Quais questões podem ser trabalhadas na Constelação Familiar?


Qualquer tópico essencial de vida ou morte, como:

• Relações com pais, filhos naturais ou adotivos, ex-cônjuges, casais

• Separações como divórcio, morte prematura, "ninho vazio"

• Doença mental

• Depressão, desequilíbrios emocionais

• Suicídio

• Doenças crônicas e autoimunes, alergias

• Carreira, questões profissionais

• Dor crônica

• Distúrbios alimentares

• Abortos

• Adoção

• Imigração

• Incesto e abuso sexual

• Crimes

• Vícios

Graças à representação de todos os membros na Constelação Familiar, o cliente pode tomar conhecimento de:

• Onde o emaranhamento está

• Como essas leis podem ser respeitadas novamente

• A possibilidade de restaurar a ordem em seu sistema

• O próximo passo a ser dado, que os levará a resolver a(s) questões(s) que os aprisionavam




O que é um sistema?


Um sistema é um grupo de pessoas que permanecem unidas ou limitadas pelo interesse nas forças que as permeiam, estejam ou não cientes dessas forças. Ex; família, organizações, escolas, religiões, países, etc.




Quem faz parte do sistema familiar de uma pessoa?


Pais, avós, bisavós e antepassados, tios, primeiro amor, cônjuges, ex-cônjuges, filhos vivos ou mortos, filhos abortados, outros excluídos ou esquecidos. Além desses, as pessoas feridas, prejudicadas ou assassinadas por um familiar ficam vinculados ao sistema desta pessoa.




Minha privacidade em uma sessão é preservada?


Todas as identidades dos participantes são protegidas nos seminários de Patricia Belda. Os nomes não são divulgados e as fotos e vídeos não são permitidos pela organização em nenhum momento. Nada relacionado a esta prática será divulgado em nenhuma mídia social, garantindo o sigilo de todos os participantes.




Devo participar com a minha família junto?


O trabalho afeta a todos os membros da família (vivos e falecidos), mesmo que eles não estejam presentes. Eles serão representados por outras pessoas do grupo. Você pode participar com ou sem familiares.




Posso levar minha esposa, marido, namorado/namorada, irmãos, pai, mãe, filho?


Sim, embora não seja obrigatório.




A Constelação Familiar faz milagre?


Não. A Constelação Familiar não substitui e nem é um atalho para a terapia ou medicina tradicional. É uma nova forma de conhecimento e caminho para outros níveis de consciência, que pode ser alcançado por meio de uma experiência pessoal em grupo.




Quem é Bert Hellinger?


Bert Hellinger nasceu na Alemanha em 16 de dezembro de 1925 e faleceu em 19 de setembro de 2019. Hellinger estudou filosofia, teologia e educação. Ele trabalhou por 16 anos como missionário para uma ordem católica entre os zulus na África do Sul. Lá, ele se envolveu intensamente com a influência da dinâmica de grupo.

Posteriormente, tornou-se psicanalista e concluiu diversos treinamentos em Terapia Primária, Análise Transacional, Hipnoterapia Ericksoniana e Programação Neurolinguística. Com o passar dos anos, finalmente, desenvolveu seu próprio método: nasceu a Constelação Familiar (Familienstellen). Hoje é conhecido mundialmente e é utilizado em diversas áreas, como: psicoterapia, consultoria organizacional e de gestão, educação, medicina, justiça, vida, aconselhamento educacional e assistência à vida no sentido mais amplo. É um treinamento para a vida.

Bert Hellinger pesquisou mais e mais. Novos insights e descobertas, obtidas na prática durante seminários, conversas, meditações e muitas outras situações de vida, foram constantemente incorporadas em seu trabalho, até que ficou claro que a "Constelação Familiar Original de Hellinger" havia crescido além desse nível. Ao invés de uma técnica rígida que poderia ser aprendida e uma reivindicação para ajudar, uma postura de um tipo muito especial emergiu, por assim dizer, em primeiro lugar. Uma postura de "consentir com o que é - exatamente como é". Por meio dessa abordagem, o escopo e a eficácia do Original Hellinger® Family Constellation foram e continuam a ser expandidos e aprimorados. Nesse ínterim, o Original Hellinger® Family Constellation chegou aos tribunais e ao sistema de saúde.

Bert Hellinger escreveu mais de 110 livros que foram traduzidos para 38 idiomas.

MAIS INFORMAÇÕES NO SITE OFICIAL DE BERT HELLINGER: https://www.hellinger.com




Existe idade mínima para fazer a Constelação Familiar?


Não há idade mínima! Menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis.




Como faço para agendar uma sessão para o meu problema?


A recomendação seria procurar um médico, psicólogo, psiquiatra, advogado, etc. ao invés de uma Constelação Familiar, pois ela trata de um trabalho em grupo, onde todos participam de todas as questões dos presentes. Não existe uma questão individual, fixa, em que seu problema será evidenciado, diagnosticado, elaborado para que se siga um protocolo de uma possível solução. Também não há nenhuma garantia de "conserto", como quando se leva um carro ao mecânico.

Na Constelação Familiar, todos se expõem à uma questão que surge, às dinâmicas de grupo, ou um cliente se voluntaria para trazer à tona aquilo que o incomoda, com os sintomas que aparecem na vida, seja de ordem de saúde do corpo, saúde mental, seja de ordem de caminho na vida, sucesso, fracasso, repetições de padrões, fatalidades. Qualquer sintoma, qualquer crise que alguém tenha e queira trazer no grupo, será vista em grupo, trabalhada em grupo. A Constelação é conduzida assim para que, todos juntos, possam caminhar para enxergar algo em comum, em que questões passam a ser similares, comuns. É um fenômeno! Um caminho fenomenológico do conhecimento, em que se pode, de uma maneira diferente das já conhecidas, acessar soluções, acessar uma nova imagem do que seria o problema.




Quem vai constelar paga mais caro que o ouvinte?


Essa é uma escolha de condução deste trabalho que tem sido praticada há algum tempo, para atrair pessoas para a Constelação Familiar, por se tratar de uma nova ciência. Atualmente, está entrando em "desuso", por assim dizer, pois TODOS SÃO INTEGRANTES da Constelação Familiar, pois o trabalho não é focado apenas em uma pessoa, a que vai constelar alguma questão, mas é um processo, um caminho que se percorre em grupo, em que todos são envolvidos.




Como são as sessões em tempos de COVID-19?


A Constelação Familiar é conduzida presencialmente, respeitando todos os protocolos de saúde:

  • aferição de temperatura
  • o uso de máscara, face shield, pró-pé,
  • pequenos grupos
  • ambiente ventilado e bem higienizado.
  • distanciamento




Como posso participar do workshop de Patricia Belda se não tenho condição para pagar o valor integral, e nem com desconto?


Todas as pessoas são bem vindas aos workshops e recebem igualmente do trabalho, independente da situação financeira ou objetivo de participação (trazer uma questão pessoal, apenas observar, ser um colega da mesma profissão, participar pela primeira vez para conhecer, etc).

Quem não pode, no momento, arcar com o valor normal de R$ 550,00, há duas opções de contribuições:

- Inscrições antecipadas com desconto: R$ 450,00.

- Inscrição Doação: qualquer valor que se adeque ao orçamento do cliente.




De quantas sessões preciso participar?


Recomenda-se dar um intervalo de 3 meses a 1 ano antes de retornar a novas vivências. Quando se vê algo muito essencial numa Constelação Familiar, as questões periféricas se resolvem. Não há sessões semanais como em terapias tradicionais.